Segunda-feira, 13 de Julho de 2009

...

Os gajos do governo, que já tremem, desde as europeias, agora, é vê-los, numa metamorfose de ratos de esgoto, para ratazanas de cano, nojentas, asquerosas e sebentas.

Daquela palhaçada séria e arrogante, agora saiem placards, com rostos sorridentes, camisa branca, gravata grená, rodeados de rostos, a transbordar sorrisos colgates e a respirar felicidade, por todos os poros. A foto do Sócrates a abraçar o Costa ... o Alegre, a chamar a atenção para a necessidade de acordarem e o Lello a dizer que não precisam de despertador ... pois não. Precisam de uma sirene, daquelas estridentes, a foderem-lhes os tímpanos. E, mesmo assim, já nada a fazer. Os estragos que fizeram já não há volta a dar.

 

Ficam todos bem na vida, mesmo ao perderem as eleições. Que estes gajos são manhosos e já se encarregaram de assegurar o futuro. Esqueceram-se, como é hábito,  do povo português. Da merda que fizeram, da razia das necessidades mais básicas, com que presentearam milhares e milhares de portugueses. Sem pingo de respeito, sem a dignidade mínima, que este povo merece. Eu sei, estão lá, porque votaram neles. Mas, ninguém, merece ter sido, tão vilmente, enganado.

Não é, que os que se seguem, sejam melhores. Não são.Os ratos e ratazanas de esgoto estão aí, por todo o lado e, procriam, aos milhares. Já tudo tem poiso...as crias, familiares directos e de parentesco, padrinhos, afilhados, tios e tias, amigos dos pais das crias. Todos eles. É só deixar o olhar vaguear por entre as "avenidas novas". Vai haver mais estragos, para além, do que já foi violentamente estragado e que já não tem conserto.

Aproveitam tudo e comem tudo (como dizia o outro, na época da música de intervenção).

 

 

Há anos que não voto.

Nos últimos anos, votava em homenagem à luta das sufragistas. Em Portugal, as mulheres só tiveram direito ao voto depois do 25 de Abril. E votei, claro, na despenalização da lei do aborto. Votarei, também, pelos direitos dos homossexuais. E pouco mais.

 

Não sou, nem serei, mais cúmplice em palhaçadas maldosas.

Até porque são todos iguais. Por onde andou a oposição? Sussurraram, apenas, e aproveitaram-se de algumas contestações.

Vozes que mal se ouviram.

Eu não ouvi. E estive atenta.

 

Não me venham com o discurso da abstenção. Poupem-me.

 

publicado por Gabriela às 22:57
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. ...

. Caracas - Venezuela

. Amsterdan

. Canal do Panamá ...

. La Paz - Bolívia

. Bogotá ...

. ...

. RIP

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ....

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. R.I.P.

. ...

. ...

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Junho 2016

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.favoritos

. UM TEMPO QUE NÃO PÁRA...

. ...

. PARA NÓS....

. PARA MIM...PARA MIM...E S...

. PORQUÊ?

. VOLTEI À PRAIA

. VEM...

. ESCUTA-ME

. METAMOFORSE

. SOU TEMPESTADE

.links

.Google

blogs SAPO