Quinta-feira, 8 de Março de 2007

O DIA DA MULHER

As reivindicações de operárias de uma fábrica de têxteis em Nova Iorque, em 1857, originaram a comemoração do Dia da Mulher em todo o mundo.
Revoltadas com condições de trabalho bastante precárias, as trabalhadoras fizeram greve e manifestaram-se contra os salários baixos, o excesso de horas de trabalho, e contra as más condições da fábrica.
Durante a greve deu-se um incêndio que causou a morte a cerca de 130 manifestantes.

publicado por Gabriela às 11:30
link | comentar | favorito
3 comentários:
De Anónimo a 8 de Março de 2007 às 15:41
...Uma rosa para a mais linda mulher...
De Anónimo a 10 de Março de 2007 às 09:35
Todos os dias são motivo para se comemorar qualquer coisa… Para a história da mulher fica um ano; 1857. Podia ser um outro, uma data qualquer, muitas mais haverá, porventura com mais ou menos mortes; com mais ou menos drama. 1857 serve o fim em causa: trabalho, mulheres, drama, miséria, morte, salários baixos, greves... Poderia ter ficado como um marco para a história do movimento sindical... 8 de março; dia do trabalhador... da trabalhadora... dos trabalhadores... É o dia da mulher... foi um acontecimento regional de miséria e desespero, tornado universal; mas outros acontecimentos regionais poderiam ser lembrados, muito mais representativos da força, coragem, visão, caracter, do querer e da vontade, do conhecimento consciente da mulher e do lugar que ocupa neste mundo de metades: metade homem; metade mulher.
A história dos homens e das mulheres ao longo dos tempos, é uma história de figuras históricas mais ou menos conhecidas, com influencia ao nivel das ideias e dos destinos dos povos; mas que representa uma minúscula percentagem de todos os homens e mulheres que não tinham rigorosamente nada para viver e sobreviver... Muito menos poder ou influência. Esses, os que nada tinham, os miseráveis: homens e mulheres, não passavam de gado disponivel para tanger ao sabor dos que algo tinham, por muito pouco que fosse... valiam menos que uma cabeça de gado, ou uma peça de caça. Deveriam apenas servir para divertimento e produzir trabalho. Sendo homens, mulheres, ou crianças, deveriam ser produtivos, saudaveis o suficiente para não por em causa a produtividade, alimentados o suficiente para dar continuidade ao sistema produtivo e... na sua miséria extrema, eram democraticamente iguais: homens, mulheres e crianças, nunca foram tão iguais.
Estes foram, nas sociedades de tempos não tão antigos, a grande maioria dos homens e mulheres, com os mesmo direitos, deveres e igualdades... Enfim; democráticos. Se não há nada para conquistar, se não existe uma razão para se lutar pelo poder, também não existe o motivo para subjugar quem quem quer que seja: estão todos metidos no mesmo barco... homens, mulheres ou crianças; qualquer deles está ao mesmo nivel, qualquer deles tem direito ao seu dia de libertação.
A melhor homenagem que se pode fazer a uma mulher, é aquela em que ela se afirma pela sua força, vontade, caracter, energia, vontade de vencer e se afirmar de forma consciente. A raça da mulher revela-se numa frase, também ela regional, tão simples quanto grandiosa: mais vale morrer reinando do que viver servindo.
A mulher afirmou-se, sublevou-se, transcendeu-se, passou fronteiras e... não foi
imolada numa pira de miséria da qual ninguem saiu dignificado: homens, mulheres e crianças.

Para mim, o dia da mulher, deveria ser o dia 1 de Dezembro de 1640
De Gabriela a 12 de Março de 2007 às 13:05
"na sua miséria extrema, eram democraticamente iguais: homens, mulheres e crianças, nunca foram tão iguais." palavras suas...
Nem na miséria essa igualdade existe. porque a mulher continua a ser descriminada e situada em plano inferior apenas por o ser, pela sociedade, pela família e pelos próprios maridos.
ainda hoje, isso acontece, nos países dito desenvolvidos.
Nos outros, nem me pronuncio...

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. ...

. Caracas - Venezuela

. Amsterdan

. Canal do Panamá ...

. La Paz - Bolívia

. Bogotá ...

. ...

. RIP

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ....

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. R.I.P.

. ...

. ...

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Junho 2016

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.favoritos

. UM TEMPO QUE NÃO PÁRA...

. ...

. PARA NÓS....

. PARA MIM...PARA MIM...E S...

. PORQUÊ?

. VOLTEI À PRAIA

. VEM...

. ESCUTA-ME

. METAMOFORSE

. SOU TEMPESTADE

.links

blogs SAPO