Quarta-feira, 27 de Junho de 2007

VAZIO

Estava o anúncio colado à parede, com a cara do Pessoa:

“O poder criativo do vazio”, uma exposição

Ao lado, a menina de 14 anos sentada no degrau da escada

Cortes profundos ao longo dos braços

Cicatrizes, cortes recentes, outros em sangue

Que ela escarafunchava mais ainda

Gotas de sangue a escorrer, lento e pegajoso, o olhar perdido

Um corte por cada grito no silêncio

Um corte por cada grito na solidão

Um corte por vazio

E a voz masculina que saía das calças de ganga

“ninguém fala comigo. Somos tantos. A minha mãe, o meu padrasto, o meu irmão toxicodependente, a minha irmã, o meu cunhado, o meu sobrinho. E ninguém fala. Não falam. E não falam comigo. É por isso que estou aqui”.

“Dê-me um cigarro, minha senhora”. “dou, claro”

“ fale comigo…” e eu calada…não tenho palavras

“fale comigo…ninguém fala comigo” e eu calada, sem palavras, a escarafunchar num corte, aflita

Um corte por cada grito no silêncio

Um corte por cada grito na solidão

Um corte por vazio

Ele esvaído em sangue

Eu em putrefacção

E a sant’ana de olhar fixo em mim

Olhar triste, corpo repleto de cortes profundos, em sangue

E eu a querê-la nos meus braços, embalá-la e protegê-la de todos os que lhe fazem tanto mal

Levá-la comigo, inventar-lhe outra vida,

Um corte por cada grito no silêncio

Um corte por cada grito na solidão

Um corte por vazio

O sangue a escorrer, a misturar-se com o dela

O nosso sangue a descer pelos degraus como uma cascata

E eu ao lado dela, e ela a entrar num espaço cinzento, com gargalhadas cristalinas de meninas. A imagem dela a ir…a ir…a ir…

E eu sem ela, sem a conseguir embalar no meu colo

A gritar para o meu silêncio e a ouvir tantos gritos

A ecoarem dentro de mim

 E o vazio…

O vazio imenso, profundo, dilacerante, serpenteante, ondulante, vertiginante

A cabeça à roda, perdida,

Sem sentir

O poder criativo do vazio…

 

publicado por Gabriela às 15:45
link | favorito
De Anónimo a 28 de Junho de 2007 às 01:14
De dentro do cansaço e do interior da noite, em busca dos espaços públicos e privados para a comunicação, daqui, deste véu de penumbra e do deserto das relações, simplesmente lindo e brilhante porque atinge a plenitude da solicitude. E só isso é verdadeiramente humano.
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. ...

. Caracas - Venezuela

. Amsterdan

. Canal do Panamá ...

. La Paz - Bolívia

. Bogotá ...

. ...

. RIP

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ....

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. R.I.P.

. ...

. ...

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Junho 2016

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.favoritos

. UM TEMPO QUE NÃO PÁRA...

. ...

. PARA NÓS....

. PARA MIM...PARA MIM...E S...

. PORQUÊ?

. VOLTEI À PRAIA

. VEM...

. ESCUTA-ME

. METAMOFORSE

. SOU TEMPESTADE

.links

blogs SAPO