Terça-feira, 30 de Janeiro de 2007

MULHERES

MGF

Três milhões de raparigas são todos os anos submetidas à mutilação genital feminina (MGF), em 28 países, na África Sub-Sariana e no Médio Oriente.

Estima-se que 130 milhões de meninas e mulheres foram vítimas desta prática.

Em todas as suas variantes, a MGF é muito dolorosa, pode provocar hemorragias prolongadas, infecções, infertilidade, risco de contrair DST e até, a morte.

As meninas e mulheres sofrem em silêncio.

Devido á natureza privada desta imposição às mulheres, é impossível calcular o número de mortes.

Um vidro partido, uma tesoura, uma lâmina. Estes, e outros objectos cortantes, são alguns dos “utensílios” usados para praticar a mutilação genital, sem qualquer higiene ou anestesia. Esta prática assume três formas: a suna, a excisão e a infibulação.

A “suna“ consiste no corte da extremidade do clítoris.

A excisão consiste na extracção parcial ou integral do clítoris e dos lábios menores da vulva.

A intervenção mais radical e dolorosa chama-se infibulação ou excisão faraónica (o que atesta a sua antiguidade) e envolve a extirpação do clítoris, a extracção da maior parte dos grandes e pequenos lábios da vulva e a posterior costura e suturação das extremidades genitais mutiladas, (os lábios grandes são feridos (pele removida) e mantidos juntos com espinhos até cicatrizarem (o que pode levar de 15 a 40 dias) deixando apenas um pequeno orifício para permitir a passagem da urina e do fluxo menstrual. Após a operação, as pernas da menina permanecem atadas uma à outra durante várias semanas, até que as feridas cicatrizem. Esta forma afecta cerca de 15 por cento das mulheres excisadas, sendo principalmente praticada no Sudão, Somália e Etiópia, países que estão no topo do "ranking" da prática da MGF.

A vagina é parcialmente descosida, aquando do casamento, descosida totalmente aquando do parto, e após este, a mulher é de novo infibulada, ou seja, volta a ser cosida. Este processo é repetido cada vez que tiver filhos.

Os partos são extremamente dolorosos e prolongados, uma vez que, toda esta zona não tem qualquer tipo de elasticidade, é uma zona cicatrizada. A mortalidade das mulheres e dos bebés na altura dos partos é extremamente elevada.

Nestes países, qualquer mulher que não esteja excisada ou infibulada é considerada impura, excluída pela comunidade e não pode casar.

Com a emigração, estas práticas bárbaras vieram atrás.

 

Em Portugal também já se pratica:

http://www.mulheres-ps20.ipp.pt/Mutilação_Genital_Feminina.htm

 

É assim que fica a vagina de uma mulher vítima de infibulação:

publicado por Gabriela às 08:09
link | favorito
De mj a 31 de Janeiro de 2007 às 17:35
Talvez porque não há palavras! Ignorncia e fanatismo no seu melhor! Atroz! É uma daquelas coisas que me indignam! (Nem é bem indignar, como dizia até faltam as palavras).
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. ...

. Caracas - Venezuela

. Amsterdan

. Canal do Panamá ...

. La Paz - Bolívia

. Bogotá ...

. ...

. RIP

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ....

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. R.I.P.

. ...

. ...

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Junho 2016

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Dezembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.favoritos

. UM TEMPO QUE NÃO PÁRA...

. ...

. PARA NÓS....

. PARA MIM...PARA MIM...E S...

. PORQUÊ?

. VOLTEI À PRAIA

. VEM...

. ESCUTA-ME

. METAMOFORSE

. SOU TEMPESTADE

.links

blogs SAPO